Passar para o Conteúdo Principal

Santa Casa da
Misericórdia

Vila do Conde

Desde 1510 ao serviço da Comunidade.

Balasar recebeu mais de 5 centenas de peregrinos

P2410542  2  1 900 500
31 Outubro 2016

Balasar recebeu mais de 5 centenas de peregrinos

Balasar, recebeu no passado sábado, pela manhã, mais de cinco centenas de peregrinos que realizaram “O Caminho do Perdão”, organizado pela Santa Casa da Misericórdia de Vila do Conde em colaboração com a Paróquia de Vila do Conde.

Esta peregrinação contou com a presença dos Órgãos Sociais da Santa Casa da Misericórdia de Vila do Conde, nomeadamente do seu Provedor Eng. Arlindo Maia, do Sr. Prior Reverendíssimo Sr. Prior P.e Dr. Paulo César, dos movimentos da Paróquia São João Baptista de Vila do Conde, nomeadamente Escuteiros, grupos de jovens, da Presidente da Câmara Municipal de Vila do Conde, da atleta Aurora Cunha, autoridades, sob a proteção das forças de segurança da Guarda Nacional Republicana e Polícia de Segurança Pública.

O caminho ficou marcado pelo espírito de oração e entreajuda, quer pelos peregrinos que caminharam dezasseis quilómetros até ao santuário, quer pelas freguesias que acolheram harmoniosamente os peregrinos à passagem, nomeadamente a Junta de Freguesia de Arcos.
Após 3 horas de caminho percorrido, os peregrinos, desde os de mais tenra idade até aos 90 anos, foram recebidos pelos voluntários da paróquia de Balasar que aconchegaram o estômago e saciaram a sede destes fiéis.

O Reverendíssimo Sr. Prior P.e Dr. Paulo César procedeu à cerimónia de Abertura da Porta Santa, na Igreja Paroquial de Balasar, na presença dos peregrinos que ali se encontravam. Após este momento os peregrinos foram convidados a realizar o Sacramento da Reconciliação.
D. Nuno Almeida, Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Braga, presidiu à celebração eucarística realizada neste santuário, marcada por palavras de incentivo, de fé, reconciliação e indulgência.

O sentimento de missão cumprida instalou-se nos corações de todos os presentes, pois as suas preces e perseverança, chegaram até Deus, pela intercessão da Beata Alexandrina, num espírito de fraternidade e misericórdia.

imagem imagem imagem